Pena de Morte

Pena de Morte: certo ou errado
Pena de Morte: certo ou errado

A pena de morte é

certa ou errada

Atualmente, na maioria dos países, a

pena de morte já foi abolida. As opiniões,

por vários motivos, se dividem entre

os que são a favor e os que são contra.

Diante de crimes cruéis e bárbaros,

mesmo os que são contra ficam em  

dúvida sobre o assunto.

Por exemplo, entre muitos casos, o de

uma adolescente, junto com o namorado

e um amigo, mataram a pauladas, os

pais dela, enquanto eles dormiam.

O motivo seria ficar com a herança.

A progressão do

cumprimento da

 pena no Brasil 

O condenado primário por crime

hediondo ou equiparado após cumprir

2/5 da pena terá direito ao regime

semiaberto entre outras regalias.

Este regime prevê que o condenado

pode sair durante o dia e voltar a

noite  para dormir na cadeia. 

Assim assassinos cumprem 2/5 da

pena e ficam praticamente livres.

As vítimas estão perpetuamente

mortas.

Este tipo de regime poderia ser

aceito para delitos em que não

ocorra a morte ou dano físico

permanente e irrevivescível da

vítima.

Prisão perpetua 

Para crimes contra a vida, certamente,

a prisão perpetua é a punição certa.

A morte é irreversível, assim o causador

deveria ficar para sempre isolado da

sociedade.

No Brasil não existe a prisão perpetua.

A pena de morte e

a moral 

Para que a pena de morte seja praticada

é necessário alguém, uma pessoa, que

acione o botão da cadeira elétrica, que

de o tiro mortal, que aplique a injeção

letal, que abra o cadafalso da forca

ou qualquer outro  método de execução. 

Sendo isto legalizado, teríamos a

profissão de assassino.

Este profissional, ao voltar para casa

a noite, e a esposa perguntar como

foi dia no trabalho, dizer: “foi bom

matei duas pessoas hoje”.

Em uma sociedade que se diz

humana seria moralmente aceitável?

A consciência deste profissional

poderia ficar tranquila?

Como, praticamente, todas religiões

não aceitam o homicídio, qual crença

teria esta pessoa?

Outro argumento contra a pena de

morte seria falhas que acontecem

nos julgamentos.

Quantos casos temos de pessoas

condenadas e, que depois de anos,

vai se ver que são inocentes.

Assim para casos de homicídios,

prisão perpetua.

Shakespeare e a

pena de morte 

Em uma de suas peças Shakespeare

fala do caso de um príncipe que teve

seu irmão assassinado. Nesta época

caberia ao príncipe vingar a morte

do irmão. Seria como uma pena de

morte informal.

Ao planejar a vingança, como era

muito católico, achou-se num dilema. 

De acordo com sua religião sabia que

se antes de morrer, o assassino do seu

irmão, vendo a  morte certa, se

arrependesse de todos os seus erros

iria para o céu.

O que seria um castigo se tornaria

uma recompensa e a vingança não

teria sentido.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Dependência Tecnológica

 

Tecnologia
Somos escravos da tecnologia?

 

Escravidão Tecnológica 

 

– Um mundo de relações

A nossa vida e todas as formas de 

vida são dependentes de relações.

Nossa relação com as outras

pessoas, os outros seres vivos  e

tudo que nos rodeia. 

A vida e o mundo, conforme 

conhecemos  só existe em função

 desta interdependência.  

Inexoravelmente  esta é a nossa

prisão: e  assim é desde sempre. 

 

Nós, no nosso individualismo, 

insistimos em achar que somos 

livres mas nossas possibilidades de 

escolhas são bem reduzidas. 

Estamos presos a nossa cultura, 

nossa família, trabalho, sociedade 

e muito mais. 

Também, e mais ainda, somos 

prisioneiros do nosso estado mental, 

expectativas, sonhos, ansiedades, 

desejos,  medos… 

 

Atualmente nosso mundo consumista, 

do Deus dinheiro, nos promete uma 

felicidade ilusória, e no fim só nos

chegam decepções. 

 

A espiritualidade, independentemente 

 de Religião, é cada vez mais colocada 

de lado. 

Percebemos  que o materialismo e 

a ciência tem um limite quando nos 

deparamos com  situações limites e 

não podemos explicar pela lógica,

razão ou ciência.  

 

Ainda temos as questões básicas que 

até o momento nenhum sábio, cientista  

filosofo ou qualquer pessoa baseado 

na lógica conseguiu responder: 

– O que é a consciência, o que é a vida, 

de onde viemos, para onde vamos e 

muitas outras perguntas sem resposta. 

 

A ideia de poder comprar a 

felicidade além de tola é inútil. 

O máximo que conseguimos é realizar 

alguns desejos. Para cada desejo 

satisfeito surge em seguida muitos 

outros numa sequencia interminável.  

É impossível concretizar todos os  

desejos e então vem  a decepção e 

a ansiedade.  

Estas insatisfações é o que gera mais 

e mais clientes para psicólogos,  

psiquiatras e toda uma série de 

terapias que prometem  um alivio 

para nossos males e na maioria 

das vezes não conseguem cumprir.  

 

É óbvio que o avanço da ciência nos 

trouxe muitas facilidades na vida 

e talvez não haja mais volta.    

 

– A prisão tecnológica

O avanço da eletrônica e tecnologias 

com todos os seus aparelhos, é 

inegável,  trouxe uma mudança

no nosso modo de vida. 

 

Contudo não podemos nos iludir 

que a oferta de todas estas 

facilidades foi para unicamente

ajudar as pessoas  e melhorar 

o mundo. 

Tudo está baseado no lucro. 

 Vender mais  aparelhos 

que substituir e comprar o mais 

moderno,  com mais recursos.  

 Quem detém a tecnologia tem 

um enorme poder sobre os que

não a possuem e isto gera

nossa escravidão. 

O mais intrigante nesse processo 

é que aceitamos e queremos esta 

escravidão. 

Por exemplo:  você está lendo 

este texto graças a esta tecnologia. 

Estou escrevendo em  um computador 

e  mesmo em outro país, com outro 

Idioma, através dos tradutores, 

é possível esta comunicação. 

Assim podemos usar estas 

Tecnologias naquilo que  nos possa 

Ser útil sem nos tornarmos escravos. 

 

A escravidão dos Índios no Brasil
A escravidão dos Índios no Brasil

Nota: 

Este texto é de autoria e propriedade 

do Site Ética Hoje. 

Este Post pode ser, 

reproduzido, copiado,

compartilhado por todos 

 meios para fins não comerciais.

 Para isso, por favor, inclua 

O link do Site : 

https://eticahoje.wordpress.com

 

Como mudar o mundo

O pequeno Suhda pergunta:

-Ola mestre:

Como faço para mudar

o mundo.

As pessoas fazem tantas

coisas erradas.

-Sim meu Pequeno Buda.

Você sabe que é um pequeno

Buda, não sabe?

Assim para mudar o mundo,

é bem simples.

-Como é simples? Quantos já tentaram

e estão tentando por séculos e séculos.

Quanta filosofias perfeitas que demonstravam

claramente o que eu deveria fazer para

ser feliz .

-Eu também já pensei como você e

vi o meu equívoco.

Você quer mudar o mundo, então

faça apenas uma coisa.

Mude a si mesmo. Faça tudo

o que acha que as outras pessoas

deveriam fazer.Você será visto

como um modelo a ser seguido

e assim começa a transformação

Como mudar o mundo

Reinado, Sistemas de Governo

Rei, Rainha, Princesa, Príncipe Encantado, site Ética Hoje
Rei, Rainha, Princesa, Príncipe Encantado, site Ética Hoje

Reinado

Reis, Rainhas, Princesas e

Príncipes Encantados

Reinado não é um nome comum para

designar um sistema de governo.

Usamos este nome mais num sentido

simbólico.

Este nome nos trás muitas lembranças

e identificações interiores.

Logo associamos com Rei, Rainha,

Princesa, das histórias, que ouvimos

e que  ainda hoje as crianças ouvem

com a mesma admiração e interesse.

Causa tanta influencia que existem

o Rei do Futebol, o Rei da Musica,

A Rainha da Bateria, e assim por diante.

Sem falar que toda menininha quer

ser uma Princesa. Agora talvez não

seja tanto mas as moças desejavam

encontrar o seu Príncipe encantado.

Assim, Rei, identificamos a principio

como uma pessoa boa, justa, quer os

súditos bem. Povo retribui com respeito

admiração, gratidão.

 

O que o povo quer

 

Para o povo o sistema

de governo, em si, não faz muita diferença.

Poderíamos escolher Democracia,

Comunismo, Teocracia, Monarquia

e tantos outros.

 

O importante é que em todos

os sistemas,  o funcionamento

básico é sempre o mesmo.

Uma massa trabalha para manter o luxo e

as regalias de uma corte.

 

Enquanto não aceitamos este encargo  como

um fato, certamente nos tornaremos

mais ansiosos, desiludidos,

individualistas e mais nos distanciamos

da possibilidade de influenciarmos, um pouco

que seja, na melhoria das condições de vida

das pessoas.

 

Sempre Haverá uma Corte 

Pouco adianta me iludir, que algum dia,

ao menos no curto prazo, não

existirá sempre uma corte, uma nata, que nós

teremos de alimentar com todos os seus

insaciáveis desejos.

 

Consideramos então que temos de aceitar

esta situação como inevitável.

Vejamos então o povo submetido a  um

Reinado.

 

O Rei Bom

Certamente, em algum tempo, existiu

um Rei tão bom que esta histórias são

a sua idealização.

Nós trabalhamos, nos esforçamos, damos

tudo que o rei quer, todo luxo. Também

para toda sua corte imensos benefícios.

Em quase todos os sistemas o que o povo

produz, dá para custear tudo isso e ainda

sobra muito. Este muito deveria reverter

em beneficio para a sociedade. Na teoria,

quanto mais produção, mais bem estar

para todos.

 

Infelizmente quase sempre a corte,

diga-se as pessoas que decidem,

acham-se no direito de meter a mão

também nesta parte.

Assim vemos claramente que não

se trata do sistema de governo, que

na teoria é muito bom, mas da

boa intenção

O povo trabalha bastante, as pessoas

do governo tem uma vida de rei e sobra

para povo ter uma vida digna.

Sistemas de Governo, site Ética Hoje
Sistemas de Governo, site Ética Hoje

Para nós o que importa é  tipo de Rei,

dos pensamentos que tem este Rei.

Platão já dizia, a mais de dois mil

anos,  que os reis deveriam ser

filósofos. Deveriam ter sabedoria que

viria através do estudo e várias práticas.

 

Caso existisse  um rei assim, de noite talvez,

depois de uma boa refeição, passar no

seu harém,  tomar um bom vinho, ele

em algum momento, pensaria

em sua vida.

“Puxa eu tenho tudo, meus filhos, palácios,

tudo do bom e do melhor, meu harém,

graças ao povo trabalhador que nunca

reclama e por incrível que pareça ainda

me admira e agradece.

Muitos em meu redor acham que sou

muito benevolente com povo e deveria

exigir mais.

Será que que estou retribuindo o

suficiente.”

 

Eu, depois de uma refeição, que não

se compara a de um Rei, mas

muito boa. As contas em dia, sem a

preocupação que o aluguel está

vencendo. A mulher satisfeita que

não está faltando nada, os filhos

na escola. Quando preciso de

assistência médica para a família o

atendimento é facilitado. Posso andar

na rua, trabalhar descansado que não

vou ser surpreendido criminosos.

Vejo que a corrupção é pouca e que

quando é descoberta a punição não

tarda. A lei é igual para todos mesmo

para os poderosos.

Como não vou admirar um Rei assim?

Eu posso me espelhar nele, e vejo

que tem uma preocupação com os

que lhe servem. Sabe que assim sua

consciência estará em paz e poderá

dormir tranquilo, além do que terá a

admiração e lealdade do povo.

Autor: Luiz acosta

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A Pirâmide Social

Pirâmide Social no Brasil
Pirâmide Social no Brasil, site Ética Hoje

Nestes dias, Dez./2017, Brasil, O trabalho, sem

dúvida é algo muito Procurado.

E os que têm,  fazem tudo

para manter o seu.

Resultado de imagem para castas indianas

O capitalismo, apesar de algumas aberrações,

É o sistema que deu mais certo até o momento.

Tanto que, com suas variações, é usado em quase

Todo mundo.

O capitalismo dá tão certo, porque é alicerçado

em características humanas Básicas e instintivas.

Talvez sejam Características inatas

ou não. Caso não sejam pode-se ver que

São logo aprendidas, Desde a terna idade.

 

Isto se pode ver claramente está ligado a

Necessidade de qualquer ser vivo

de buscar o prazer e fugir do Sofrimento.

A promessa que recebemos é que podemos

conseguir isso ganhando mais dinheiro e

consumindo mais. Isto de certa forma

funciona.

O efeito colateral é  uma sociedade

que nos  leva, cada vez mais ao

individualismo e a cobiça que se tornam

necessários a sobrevivência.

 

A maior vergonha passa a ser não

ter dinheiro. Estes são como fantasmas

que ninguém quer ver.

 

Para viver melhor todos queremos ganhar

mais, ter mais.

Pertencendo, tanto a casta mais baixa ou

Superior, preciso ganhar e consumir mais.

Conseguir um cargo melhor, ter mais lucro.

 

Isso, basicamente move a engrenagem.

 

Sem julgar se é correto ou não e que

Certamente não somos culpados disto.

Nascemos neste mundo, e é o que

Temos. Somos obrigados a pensar como

Humanos dentro da nossa cultura e

sociedade. Certamente cada um pode

individualmente tentar interferir

no sistema..

 

Pirâmide Social

Para o correto funcionamento do capitalismo

é necessário a divisão da sociedade em castas,

como  fizeram os hindus tantos séculos atrás.

Na índia estudaram muito sobre a mente

Humana e as relações sociais.

 

O que não há dúvida é que o ser

humano  precisa de um chefe, de uma

Autoridade, para se submeter, ser guiado.

Isto é ancestral, talvez biológico.

Até um bando de cachorros

Precisa de um líder para seguir.

 

A divisão das sociedades em castas é tão

Antiga e utilizada que se poderia pensar que

é uma característica da nossa espécie e não há

como fugir do fato. Como as formigas, abelhas…

Nos humanos Parece tão universal que

pode-se ver mesmo em  tribos chamadas

primitivas, em  que não há uma divisão em

classes, existe um chefe, um pajé, divisão de

trabalhos, de gêneros.

 

Há milhares de anos são tentados vários tipos

de sistemas para organizar a sociedade.

Alguns deram certo outros foram abandonados.

 

A tal da pirâmide foi inventada para

facilitar  e mostrar as Classes Sociais.

Existem vários tipos de pirâmides  e

maneiras de apresentar os dados.

Basicamente o que logo se entende bem

é que existe uma base enorme e um pico

agudo.

A base certamente não é o melhor lugar

da piramide e também o mais difícil de sair.

 

Como todo ser humano quer o prazer e

fugir do sofrimento todos queremos um

lugar  melhor nesta Pirâmide. Para a maioria

isto nunca acontecerá. Ainda temos de ter a

sorte de não se tornar pior.

Leia Mais … Click